Total de visualizações de página

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Mensagem de Natal com cheirinho de naftalina


Blem blem... blem blem...

Então, no meu cartão virtual de Natal deste ano resolvi prestar uma homenagem ao Centenário do Luiz Gonzaga (tantos fizeram isso que eu também não quis ficar pra trás). Aí, editei algumas fotos "mofadinhas" com a música "Cartão de Natal", de autoria do próprio Gonzagão em parceria com Zé Dantas.
Ficou meio nostálgico, mas a música é uma graça. Sem contar a mensagem no comecinho do vídeo, que também faz parte da gravação do Luiz Gonzaga. Vintage total!




FELIZ NATAL PRA VOCÊ E PRA SUA FAMÍLIA!

sábado, 20 de outubro de 2012

OUTUBRO ROSA 2012 - PARTE 2

Em outubro, peguei o carro e a "camerinha" (a boa e velha "maquininha fotográfica") e saí fotografando e gravando os 50 tons de rosa da Capital Federal. Pra ser honesta, nem foi tanto tom de rosa assim: Congresso Nacional, Palácio do Planalto, Catedral Metropolitana e Ponte JK (que estava mais pra lilás). Ah! Tinha uma luzinha rosa, também, na frente do Ministério da Saúde. Só que achei meio xinfrim e nem gravei.
Mas o que está no vídeo, um pouco mais abaixo, ficou bacana. Acho.
Linda mesmo ficou essa foto aí, né não? Detalhe do Palácio do Planalto cor-de-rosa e a lua refletidos no espelho d´água. Gostei muito do efeito que consegui.
Mas o importante mesmo neste mês é lembrar que os exames preventivos salvam muitas vidas.
Não deixe de fazer os seus!





video

* Serei sutil (pra não ser multada): gravei, produzi e DIRIGI!


Somos feitos de emoções, basicamente todos nós estamos procurando por emoções, é apenas uma questão de encontrarmos a maneira com que devemos vivenciá-las – Ayrton Senna

domingo, 16 de setembro de 2012

Sessão completa de radioterapia em vídeo

Estou prometendo há tempos e, finalmente, publico o vídeo com uma sessão explicativa de radioterapia, além de outras informações e imagens.
Olha, não é por nada, mas se eu fosse você, eu assistiria, pra ver que essa parte do tratamento não é o fim do mundo. É mais cansativo ir todos os dias pra aplicação do que a sessão, propriamente dita.
Fiz 33 sessões, que duravam cerca de 2 minutos e meio no total. Terminei as rádios há mais de um ano. Mas como promessa é dívida, e não dúvida, editei e - aleluia! - POSTEI!

Em breve tem mais!


video

Aproveito pra agradecer de forma especial toda a equipe que me atendeu: médico radioterapeuta André Rego; as enfermeiras Monieire, Célia e Simone; os maravilhosos técnicos em radioterapia Marcos, Alex, Hilton, Bruno e Moura; e a equipe da secretaria, Maura, Elaine, Pedro e Luciana. São todos super  profissionais, atenciosos e carinhosos. Tenho saudade (não do tratamento, mas deles).




"Não siga a estrada, apenas. Ao contrário, vá por onde não haja estrada e deixe uma trilha." Ralph Waldo Emerson


quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Caminhando e cantando...

Meu querido oncologista disse: "Nada de vida sedentária!"
E eu estou levando à risca a orientação do dr. Anderson: caminhadas (praticamente) todo dia (ou noite). É só meia horinha, mas tenho procurado ser constante.
Locais pra caminhada não faltam em Brasília. Adotei o Parque Olhos D´Água, próximo ao trabalho e a minha casa.
Dias atrás, em vez de caminhar, fui PASSEAR no parque e registrei uma natureza esplendorosa, um céu que não deve existir em lugar nenhum no mundo e a vida pulsando, mesmo com a aridez do Cerrado dessa região, mostrando um lado também bonito nesse período de seca.
O resultado você confere no vídeo abaixo.
E como ainda tem muitas fotos, prometo um novo vídeo em breve.


DOMINGO NO PARQUE





terça-feira, 22 de maio de 2012

Comemorando a vida!

Comentei no post aí embaixo (o q me dá o maior peso na consciência por estar tão em falta com o Mama Mia), sobre o grupo Amigas do Peito. O grupo virtual entrou na minha vida há uns oito meses e fez MUITA diferença. A troca de experiências e sensações é inacreditável. Uma delícia!
Bem, no último sábado, reunimos 50, das (até então) 270 amigas do grupo.
O primeiro encontro real e ao vivo foi em São Paulo, mais exatamente no salão do prédio da minha mãe.
Junto com algumas meninas de São Paulo e contando com a ajuda da minha irmã, minha mãe, da minha amiga Neide e do Alan, filho dela, organizamos a festa, pensada em cada detalhezinho.
O resultado foi que o 1º encontro das Amigas do Peito virou matéria do programa Mais Você, da Globo.
Se prometerem não dizer que eu tô gordinha, podem assistir (o link está aqui).

É TUDO culpa do tratamento... (bom, quase tudo).PARABÉNS, AMIGAS GUERREIRAS! ORGULHO DE FAZER PARTE DESSE GRUPO!




"Nós não precisamos de muita coisa. Só precisamos

 uns dos outros." Oscar Wilde

quarta-feira, 7 de março de 2012

Dia da Mulher: vale a comemoração!


Em breve, falarei sobre esse "remédio milagroso" que se chama "Amigas do Peito". É um capítulo à parte que merece um ou cem posts.
Hoje, mostro o cartão que as amigas Marina De Loireiro Maior e Ludmila Rossi prepararam para o Dia Internacional da Mulher, homenagenado as Amigas do Peito (Grupo do Facebook criado pela Marina e que tem cerca de 200 mulheres trocando experiências muito parecidas e, ao mesmo tempo, muito singulares).

PARABÉNS PRA TODAS AS MULHERES!



“Para estar junto não é preciso estar perto, mas sim, do lado de dentro.” Leonardo da Vinci

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Imprensa: Nada está por um fio (Revista Veja)

Muito boa a matéria "Nada está por um fio", da Veja (edição nº 2.255 - 8 de fevereiro de 2012), que fala de forma destacada sobre a queda de cabelos na quimioterapia.
Tentei reproduzir o texto aqui, pra facilitar a vida dos leitores, mas não deu pra copiar. Então, segue o link pra quem não leu.

* Acesse o acervo digital da Revista clicando na imagem abaixo. Depois, escolha 2012 e clique na edição indicada acima. As páginas são 94, 95 e 96 (Saúde).



“Não se pode criar experiências. É preciso passar por elas.” Albert Camus

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

TV Record mostra o dia a dia do Hospital AC Camargo (SP)

Vale a pena conferir essa série de reportagens que a TV Record começou a exibir no dia 16 de janeiro.
A equipe do JR passou uma semana dentro do hospital AC Camargo em São Paulo.


Quem me alertou sobre os programas foi o meu amigo Piffer, que também localizou as reportagens no site. Confesso que, num primeiro momento, fiquei emocionada ao assistir. Afinal, muita coisa me fez rever um "filminho". Mas depois, fiquei feliz de saber que, como eu, tanta gente tem a chance de cura.




domingo, 1 de janeiro de 2012

Feliz por nada

Num dos meus posts - na verdade, num dos “pensamentos” abaixo de um dos posts -, coloquei uma frase da escritora Martha Medeiros: “Onde afinal é o melhor lugar do mundo? Meu palpite: dentro de um abraço.” Muita gente curtiu e comentou. Agora, posto uma crônica inteira da autora, que faz parte e dá nome ao livro “Feliz por nada”, que ganhei da minha amiga “Telmíssima”.

Feliz por nada
"Geralmente, quando uma pessoa declara 'Estou tão feliz!', é porque engatou um novo amor, conseguiu uma promoção, ganhou uma bolsa de estudos, perdeu os quilos que precisava ou algo do tipo. Há sempre um porquê. Eu costumo torcer para que essa felicidade dure um bom tempo, mas sei que as novidades envelhecem e que não é seguro se sentir feliz apenas por atingimento de metas. Muito melhos é ser feliz por nada.
Digamos: feliz porque maio recém começou e temos longos oito meses para fazer de 2010 um ano memorável. Feliz por estar com as dívidas pagas. Feliz porque alguém lhe elogiou. Feliz porque existe uma perspectiva de viagem daqui a alguns meses. Feliz porque você não magoou ninguém hoje. Feliz porque daqui a pouco será hora de dormir e não há lugar no mundo mais acolhedor do que sua cama.
Esquece. Mesmo sendo motivos prosaicos, isso ainda é ser feliz por muito.
Feliz por nada, nada mesmo?
Talvez passe pela total despreocupação com essa busca. Essa tal de felicidade inferniza. 'Faça isso, faça aquilo'. A troco? Quem garante que todos chegam lá pelo mesmo caminho?
Particularmente, gosto de quem tem compromisso com a alegria, que procura relativizar as chatices diárias e se concentrar no que importa pra valer, e assim alivia o seu cotidiano e não atormenta o os outros. Mas não estando alegre, é possível ser feliz também. Não estando 'realizado',  também. Estando triste, felicíssimo igual. Porque felicidade é calma. Consciência. É ter talento para aturar o inevitável, é tirar algum proveito do imprevisto, é ficar debochadamente assombrado consigo próprio: como é que eu me meti nessa, como é que foi acontecer comigo? Pois é, são os efeitos colaterais de se estar vivo.
Benditos os que conseguem se deixar em paz. Os que não se cobram por não terem cumprido suas resoluções, que não se culpam por terem falhado, não se torturam por terem sido contraditórios, não se punem por não terem sido perfeitos. Apenas fazem o melhor que podem.
Se é para ser mestre em alguma coisa, então que sejamos mestres em nos libertar da patrulha do pensamento. De querer se adequar à sociedade e ao mesmo tempo ser livre. Adequação e liberdade simultaneamente? É uma senhora ambição. Demanda a energia de uma usina. Para que se consumir tanto?
A vida não é um questionário de Proust. Você não precisa ter que responder ao mundo quais são suas qualidades, sua cor preferida, seu prato favorito, que bicho seria. Que mania de se autoconhecer. Chega de se autoconhecer. Você é o que é, um imperfeito bem-intencionado e que muda de opinião sem a menor culpa.
Ser feliz por nada talvez seja isso."

*************

Essa eu ouvi do meu mastologista, dr. Farid Buitrago, e “roubartilhei”:
“O ano de 2011 teve uma coisa muito boa: ACABOU!

Então... vaza, ano velho! Bem-vindo 2012!
E que a gente seja sempre feliz. Por nada ou por tudo!